quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Natal capitalista


Todo ano é mesma coisa. Passam mais de 300 dias e inexoravelmente chega o tão comemorado (pelos capitalistas) natal. Nele as famílias compram presentes, compram peru, compram champanhe, compram cerveja, compram nozez, compram lentilha, compram uvas, compram de tudo. A idéia de um feriado para lembrar a figura cristã de Jesus e comemorar a paz ficou isolada dentro das igrejas, passando a importar somente o material.

Nenhum comentário:

Postar um comentário