terça-feira, 29 de setembro de 2009

Reflexões.



Quantas pessoas passam por dia em um aeroporto das grandes capitais brasileiras? Quantos anseios, quantos desejos que as vezes estão expressos apenas num olhar, num gesto que percebemos ao observar essas pessoas passando por um saguão de embarque ou desembarque. No embarque há aqueles que levam junto com si esperanças e responsabilidades, bagagens cheias de roupas que talvez como algumas habilidades suas, não sejam necessárias durante o período que se vai gastar longe do local de partida, mas sempre são importantes de serem levadas pois quando solicitadas elas de fato fazem falta. Uns partem para estudar outros para trabalhar e outros ainda para se aventurar, seja qual for o propósito é sempre nobre e respeitado. No desembarque muitos voltam com alegria, outros muitos voltam com frustrações, mas uma coisa é certa todos voltam com histórias e experiências para dividir com quem esteja disposto a ouvir e compreender. Voltar e não poder corresponder a expectativas deixadas em solo na hora do embarque com certeza é o motivo de tanta ansiedade na hora da partida e também o motivo de tanta tristeza no momento do desembarque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário