quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Natal capitalista


Todo ano é mesma coisa. Passam mais de 300 dias e inexoravelmente chega o tão comemorado (pelos capitalistas) natal. Nele as famílias compram presentes, compram peru, compram champanhe, compram cerveja, compram nozez, compram lentilha, compram uvas, compram de tudo. A idéia de um feriado para lembrar a figura cristã de Jesus e comemorar a paz ficou isolada dentro das igrejas, passando a importar somente o material.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Pérolas da música brasileira.......... simplesmente muito boa

OURO DE TOLO
Eu devia estar contente porque eu tenho um empregoSou o dito cidadao respeitavelE ganho quatro mil cruzeiros por mes
Eu devia agradecer ao senhor Por ter tido sucesso na vida como artistaEu devia estar feliz porque conseguiComprar um corcel 73
Eu devia estar alegre e satisfeito Por morar em Ipanema depois de ter passado fome por dois anosAqui na cidade maravilhosa
Ah! Eu devia estar sorrindo e orgulhoso Por ter finalmente vencido na vida Mas eu acho isto uma grande piada e um tanto quanto perigosa
Eu devia estar contente por ter conseguido tudo o que eu quis Mas confesso abestalhado que eu estou decepcionadoPor que foi tao facil conseguir e agora eu me pergunto, e dai?Eu tenho uma porcao de coisas grandes pra conquistar,E eu nao posso ficar ai parado
Eu devia estar feliz pelo senhor ter me concedido o domingoPra ir com a familia no jardim zoologico dar pipoca aos macacosAh! Mas que sujeito chato sou eu que nao acha nada engracadoMacaco, praia, carro, jornal, toboga eu acho tudo isso um saco
É voce olhar no espelho e se sentir um grandessissimo idiotaSaber que é humano, ridiculo, limitado E que so usa dez por cento de sua cabeca animal
E voce ainda acredita que é um doutor, padre ou policialQue esta contribuindo com sua parte para nosso belo quadro social
Eu é que nao me sento no trono de um apartamento Com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a morte chegar
Porque longe das cercas embandeiradas que separam quintaisNo cume calmo do meu olho que veAssenta a sombra sonora de um disco voador

domingo, 22 de novembro de 2009

Descobrimos


Finalmente descobrimos como eles faziam isso.....

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

sábado, 31 de outubro de 2009

Anacrônica historia de um abandonado...

Todos os dias quando acaba minha aula diária na escola regular, caio numa rotina de esperar alguns minutos e após isso rumar para casa em busca de comida. Isso é uma coisa que se repetiu por todo ano e se não fosse por um lapso de lucidez continuaria a se repetir até o fim do do ano letivo. Bom deixe explicar o que acontece, mais ou menos no meio do meu caminho em uma rua paralela ao meu destino existe uma casa velha, quase abandonada onde já observei que há um cachorro que fica acorrentado a maçaneta tão velha quanto a porta que a possui, este cachorro vira-latas pertence a uma senhora muito velha que habita aquela casa, nas primeiras vezes em que passei por esta senhora não dei bola, simplesmente não dei a devida atenção que talvez ela mereça a tratei como mais uma historia sem importância, mas isso tudo mudou porque lentamente fui percebendo que ela mantinha um ritual de perto do meio-dia se aproximar do portão e debruçar-se sobre a igualmente velha cerca que mal protege ela e o cachorro de invasores, assim como num ato de quem esta a espera de alguém, de algum familiar retornando de um trabalho ou de qualquer lugar que seja. Parece devaneio mas a partir do momento eu que vi esta cena comecei a notar os atos desta velha senhora e tentar interpreta-los notei também que ela era viúva o que da mais dramaticidade a minha historia pois ela usava duas alianças no dedo ao invés de uma só como as mulheres casadas usam normalmente. Ela também passa uma idéia clássica do idoso que apenas espera sua hora de partir para o outro plano se é que ele existe, e parece que a única coisa que ela se importa é com o seu cachorro, sim aquele mesmo que fica acorrentado na maçaneta da porta ela talvez não o acorrente por maldade ou por que quer privar o acesso dele a algumas partes da casa, mas ela o acorrenta porque quer ter ele mais próximo outra coisa com que ela se preocupa é um vaso de flores vermelho que fica em baixo da janela da frente. Porque aquele vaso ? porque em meio a uma casa onde as plantas quase tomam conta da vista por estarem mal cuidadas e altas ela apenas liga para uma planta pequena que fica sob sua soleira.... bom contei um trecho minúsculo de uma história que pode ser verdade ou apenas uma viagem que a fome me proporcionou nesses longos dias de aula, mas pare pra pensar tente ver um pouquinho só além do seu umbigo... pense em quantas histórias há pra se contar quantas historias que nós não conhecemos e quanto gente não conhece nossa história, por isso não se sinta tão importante pois VOCÊ É APENAS MAIS UM .

terça-feira, 27 de outubro de 2009

sábado, 10 de outubro de 2009

Hardcore californiano


Hoje o papo é mais selecionado !! Hoje este post é dirigido a quem gosta deste gênero ''foda'' e acelerado chamado Hardcore, mas especificamente o californiano o precursor do estilo no mundo.
No final dos anos 70, uma série de bandas, em particular nas cidades costeiras do sul da Califórnia, nos Estados Unidos, em geral adolescentes suburbanos, skatistas e surfistas, formaram uma cena punk mais extrema (tanto no aspecto musical como comportamental) comparada às variações de sucesso de outras regiões do país e do resto do mundo. Hardcore significa literalmente "núcleo duro", mas o significado mais adequado em português seria "casca-grossa".
Algumas das bandas pioneiras desta cena hardcore inicial da Califórnia, entre 1978 e 1980 foram os Germs, Black Flag, Middle Class, The Adolescents, Suicidal Tendencies, Vicious Circle (que gerou o TSOL) no sul do Estado e, em São Francisco, os Dead Kennedys. Paralelamente, os Bad Brains e os Teen Idles desenvolviam um estilo semelhante do outro lado do país, em Washington D.C.
Hoje em dia no brasil há certas bandas chatas do gênero pop que se denominam ''Hardcore'' e na verdade estão envergonhando este estilo musical. Se você gosta do verdadeiro Hardcore escute essas bandas citadas no texto, mas se está interessado em escutar mais música comercial, mais lixo ''radiofônico'', entao ligue na rádio mais pop da sua cidade e é só curtir a degradação do gênero californiano protagonizada por estas bandas clichês e sem criatividade como (Nx Zero, Strike que particularmente eu acho a mais ridícula ou ainda fresno).